Monetização de Conteúdo: Lista Épica

affiliate-marketingMonetização de conteúdo é sem sombra de dúvida a segunda parte mais importante de se criar um negócio baseado em conteúdo. A primeira parte obviamente é o conteúdo em si. Este post será atualizado constantemente com novas e interessantes fontes de renda para quem tem um site de conteúdo, seja um blog como esse, um site de busca como esse ou ainda uma página em redes sociais.

Última atualização em 11/05/17.

Neste post épico você verá (clique para seguir o link):

O que é monetização?

Se você é novo no negócio de empreendedorismo digital talvez nunca tenha ouvido falar neste termo: monetização. Basicamente são as técnicas de gerar receita a partir do seu site, app, sistema, etc. A forma como você obtém lucro a partir de sua audiência, clientes, etc.

Existem diversas maneiras de monetizar seus empreendimentos digitais, e esse post inclusive lista dezenas delas. Em meio à tantas, muitas vezes o leitor fica confuso sobre qual é “a melhor”, quando na verdade não existe uma técnica que seja excelente para todos os cenários. Especificamente para blogs, eu cito as melhores técnicas neste post. Já para apps mobile, eu falo das vantagens e desvantagens de cada método neste post. Para meus mecanismos de busca, o que sempre funcionou foram as redes de anúncios. Ou seja, cada caso é um caso.

Só você conhece o seu negócio bem o suficiente para descobrir qual a melhor maneira de rentabilizá-lo.

Boa sorte!

Redes de Anúncios

As redes de anúncios são o jeito mais clássico, rápido e barato de começar a monetizar qualquer negócio online. Basicamente você deve separar um espaços (ou alguns) no seu layout e incluir alguns códigos JS que os provedores de anúncios fornecem que irão virar banners quando o site estiver rodando. Simples assim.

Isso não quer dizer que sejam a melhor opção para todos os casos, principalmente considerando que elas pagam pouquíssimo por cada mil exibições dos seus banners (CPM) ou ainda para cada clique no mesmo (CPC). O melhor cenário para usar estas redes, na minha opinião, são para sites com milhares de acesso por dia, tipo o Busca Acelerada.

  • Google AdSense: o clássico e imbatível, paga por CPC. Uso no Busca Acelerada há anos com ganhos de 4 dígitos mensais.
  • Boo-box: concorrente do AdSense bom em termos de flexibilidade, mas demora pra pagar, usei no passado, com ganhos de 3 dígitos mensais.
  • Taboola: conteúdos relacionados, pagam por CPM, entre R$0.7 e R$3 mas exigem contrato. Estou atualmente testando.
  • Outbrain: concorrente do Taboola.
  • Criteo: otimiza ainda mais o seu AdSense, mas exige nota fiscal. Usei no passado, ganhos de 3 dígitos mensais.
  • SpiderAd: concorrente brasileiro do AdSense, com formatos mais agressivos. Usei pouco.
  • Bidvertiser: concorrente do AdSense, bons pagamentos mas anúncios apenas em Inglês, por isso usei pouco.

Marketing de Afiliados

Marketing de afiliados é uma técnica com ganhos potenciais superiores aos das redes de anúncios, mas também mais trabalhosa. Basicamente consiste em oferecer produtos à sua audiência em troca de comissões dos vendedores do produto. Tipo o que os youtubers fazem, mostrando produtos de marcas para seus seguidores, entende? Se alguém comprar o referido produto a partir do link que essas ferramentas geram pra você, você fica com uma comissão que varia enormemente de um nicho para outro.

Qual o melhor produto para vender? Isso vai depender do nicho do seu site, do poder aquisitivo da sua audiência, etc. Aqui no blog eu indico os meus próprios livros pro pessoal, é um modelo que funciona bem pra mim. Tudo depende do que os leitores buscam no seu conteúdo.

  • Lomadee: maior plataforma brasileira, com as maiores marcas do varejo à sua disposição, já usei em diversas ocasiões, dá resultado.
  • Hotmart: plataforma de infoprodutos com as maiores comissões do mercado. Dá resultado se souber escolher bem os produtos.
  • Afilio: plataforma de afiliados
  • Zanox: plataforma que vem crescendo no Brasil com muitas opções de marcas interessantes. São o maior da Europa também.
  • Afiliados.com.br: se dizem os melhores, nunca usei
  • Commission Junction: plataforma gigantesca, mas estrangeira;
  • Public Ideas: plataforma com grandes marcas incluindo AliExpress (que eu utilizei) e campanhas agressivas que eles inclusive avisam por email
  • Rakuten Marketing: plataforma com grandes marcas estrangeiras incluindo World of Warcraft e Udemy, considerados a melhor plataforma estrangeira há 5 anos.
  • HotWords: diversas ferramentas, mas a mais curiosa é a troca de palavras-chave por links de afiliados automaticamente. Usei pouco.
  • UOl Afiliados: programa de afiliados em cima da rede de parceiros do UOL
  • Cursos 24h: plataforma de cursos que lhe paga 25% de comissão no primeiro nível e mais uma grana pelo segundo nível de indicação
  • CPT: cursos, livros e softwares com comissões de 20%
  • Portal Educação: 20% de comissão na matrícula dos cursos
  • ClickBank: o pai do Hotmart, possivelmente o maior do mundo
  • Admitad: outra plataforma estilo Rakuten e Commission Junction
  • Shareasale: muito forte nos EUA, estando no Top 3 há vários anos.
  • LinkConnector: outro gigante americano
  • AvantLink: o mais tecnológico de todas plataformas, inclusive com rastreamento real-time dos seus resultados
  • FlexOffers: outro americano com boas opções e um programa de revenue share bem interessante
  • Big-Bang Ads: gringos, mas possuem presença no Brasil também
  • SuperAfiliados: brasileiros, pagam por CPA
  • ActionPay: outro player que paga por CPA
  • Monetizze: player brasileiro, concorrente do Hotmart
  • Adscend Media: paga por CPA
  • Perfect Gonzo: paga U$25 por conversão (venda) na sua rede de sites adultos

Protetores de Links e Downloads Pagos (PPD)

Aqui a ideia é usar uma ferramenta para encurtar seus links de páginas e downloads e, quando um usuário clicar no seu link, ele terá de ver um anúncio do seu “patrocinador” por alguns segundos para poder prosseguir. Como esse patrocinador vai lhe pagar varia enormemente, mas geralmente é um valor fixo a cada x cliques nos seus links.

Assim como nas redes de anúncios, os valores não são muito expressivos e só fazem sentido em sites com milhares de visitantes diários e que possuam muitos links, especialmente sites de downloads, como eu tinha um antigamente.

  • Adf.ly: encurta links $5 a cada 10.000 cliques. Usei pouco.
  • Adult.xyz: encurta links adultos e paga cerca de $5 a cada 10.000 cliques
  • ShareCash: faça upload de arquivos e receba pelos downloads quando os usuários respondem a pesquisas
  • FileIce.net: semelhante ao ShareCash mas paga até $1 por download
  • CPAGrip: paga por download, por clique em link, widgets para websites e por aí vai.
  • DollarUpload: permite ganhos com downloads e bloqueio de links, saque mínimo de $10
  • LinkBucks: paga por cliques em links, média de $0.08 por clique e saque mínimo de $5
  • CleanFiles: alega já ter pago mais de $20M aos seus afiliados que compartilham links em sites e redes sociais
  • HulkLoad: paga até $4 a cada 1000 downloads, dependendo da origem dos downloads
  • FileBucks: PPD padrão
  • UploadBoy: espaço ilimitado e diferentes ferramentas para você monetizar seus downloads
  • Fortune Files: paga por pesquisas respondidas nos links de download que você criar
  • AstroCash: PPD padrão
  • FileFrost: PPD padrão
  • ShareFileCash: PPD padrão
  • IndiShare: PPD padrão, sem restrições de país
  • PureBits: PPD com muitas, mas muitas opções pra ganhar dinheiro
  • Click ‘n Upload: talvez um dos mais competitivos, alegando pagar até $30 a cada 10.000 downloads!!!
  • Upload Ocean: PPD padrão
  • Daily Uploads: conta apenas downloads completos, mas alega pagar $15 para cada 1000 downloads
  • UploadWire: tem um algoritmo complicado, mas alega que você pode receber $2000 a cada 1000 visitantes que se engajem com seus downloads e os anúncios deles
  • DepositFiles: armazene arquivos e ganhe dinheiro com os downloads

Específicos para Mobile

Quando o assunto é monetizar apps, sugiro este post aqui, mais completo. Se você está buscando redes de anúncios para apps, que funcionam tal qual as redes de anúncios citados no início desse artigo, a lista abaixo pode lhe ajudar.

  • AdMob: líder deste mercado que foi comprado pelo Google há vários anos
  • AppNext: muito bons, com vários formatos e SDKs de integração fáceis de aprender
  • BeachFront: focados em vídeo
  • Reporo: focado no público masculino, sim, você sabe o que esperar…
  • MillenialMedia: da gigante AOL
  • ChartBoost: focado em jogos
  • Mopub: entre os top 10 do mundo
  • Amobee: mais uma

Específicos de um Site

As redes de marketing de afiliados que comentei antes trabalham com o conceito de marketplace, onde você vai em um site pegar códigos de dezenas de afiliados. Nesta lista abaixo, cujo funcionamento é idêntico ao de marketing e afiliados tradicional, você encontra sites que possuem programas de afiliados próprios, geralmente com comissões mais “gordas” do que o normal do mercado. Eu uso particularmente bem o programa da Amazon, para recomendações de livros, e funciona muito bem.

  • Associados Amazon: 9% sobre a venda de livros no site, uso para promover livros que resenho e meus próprios livros que vendo aqui no blog.
  • Ebay Affiliate: comissão sobre compras realizadas pelos seus afiliados
  • Freelancer.com: comissão sobre contratação de freelancers do site
  • PneuStore: porcentagem sobre a venda de pneus. Usei pouco.
  • Bella da Semana: porcentagem sobre os planos assinados pelos seus afiliados (adulto)
  • BlueHost: cada afiliado seu que assinar um plano com eles e ficar no mínimo 3 meses eles lhe pagam U$65. Muitos afiliados utilizam, como Tim Ferriss e Pat Flynn.
  • Umbler: depois de fazer seu cadastro, por dentro do painel deles é possível pegar seu link de afiliado. Pagam R$25 em créditos a cada afiliado seu que gastar com eles.
  • Instapage: porcentagem sobre os planos pagos
  • Payoneer: receba grana quando seus afiliados se inscrevem na plataforma
  • Ebanx: lhe dão dólares em seu Dollar Card a cada afiliado seu que fizer um Dollar Card com eles.
  • EJ Insider: lhe paga 50% de comissão dos cursos contratados pelos seus afiliados
  • FBS: corretora online com programa de afiliados multi-nível
  • HotelsCombined: programa de afiliados para comparação de hotéis

Tem uma opinião formada sobre algum deles? Conhece algum que não está na lista? Tem alguma dúvida? Comente aí embaixo ou entre em contato.

Publicado por

Luiz Duarte

Pós-graduado em computação, professor, empreendedor, autor, Agile Coach e programador nas horas vagas.