Quem sou eu?

Olá, aqui é o Luiz e nesta página vou contar um pouco sobre mim!

Sou um profissional de tecnologia e educador gaúcho, de 33 anos, que está no mercado desde 2006.

Tenho como como missão ajudar pessoas a terem êxito em negócios e carreiras que envolvam tecnologia e inovação.

Para isso, conto com a minha experiência de mais de 15 anos desenvolvendo e liderando times de tecnologia.

Comecei minha carreira em 2006, tendo atuado nas áreas de suporte, desenvolvimento, análise de sistemas e gerenciamento de projetos usando metodologias ágeis, assuntos nos quais hoje sou consultor em minha própria empresa. Tive também a oportunidade  de empreender com startups, trabalhar como tradutor, escritor e desde 2010 eu sou professor e palestrante.

Meu primeiro contato com programação foi em 2004, ainda no ensino médio, quando ganhei uma bolsa para um curso de eletrônica no SENAI (Gravataí/RS), onde aprendi Assembly para programar máquinas industriais. Após me formar no SENAI, consegui uma bolsa para cursar Ciência da Computação pelo PROUNI na Ulbra (2006). Junto com a faculdade veio meu primeiro estágio na área de tecnologia, com suporte técnico no CPD da Secretaria de Saúde da cidade. Depois desse vieram outros estágios, desta vez ligados à programação, pois nessa época já havia decidido o que ia fazer com minha carreira.

Terminada a faculdade (2010), com a experiência que já tinha obtido, a carreira deslanchou e foi nesse ano que decidi investir na carreira de professor, paixão antiga por passar conhecimento adiante e também criei este blog aqui. Obtive certificações em cima de desenvolvimento e gerenciamento de projetos de software utilizando metodologias ágeis (Scrum principalmente) neste mesmo ano, tive uma curta passagem pelo Mestrado na UFRGS em 2011 e em 2012 retomei meus estudos formais com uma Especialização na Unisinos, na área de Computação Móvel.

Também em 2012 iniciei alguns empreendimentos que perduram até hoje, com diferentes graus de sucesso e em 2014 nasceu meu filho, Pedro, meu projeto mais bem sucedido. Em 2016, comecei a escrever e lançar os cursos que eu ministrava presencialmente em formato de ebooks na Amazon, que você pode conferir na seção Meus Livros. Já em 2018 lancei meu primeiro curso online de programação, mais tarde lançando vários outros cursos.

Em 2020, após liderar transformações ágeis bem sucedidas em dois bancos (hoje digitais), impactando mais de 1.2MM de correntistas e de ser coordenador de P&D em uma multi-nacional que entregava projetos para os maiores grupos varejistas do país, resolvi voltar a empreender full-time em minha própria empresa, DLZ, junto de meu melhor amigo e sócio.

Este blog (assim como meu canal) é para compartilhar as experiências destes anos trabalhando e empreendendo com tecnologia. É sobre tentar impactar um número maior de pessoas do que as que cabem em minhas salas de aula ou auditórios de palestras. É sobre tentar deixar um legado, devolver à sociedade um pouco do que recebi dela e que me tornou a pessoa e o profissional que sou hoje. É sobre ajudar você, leitor, a ser mais bem sucedido, não importam quais sejam seus objetivos.

É sobre tudo isso e muito mais!

Seja bem vindo!

Lima, Peru

Por que LuizTools?

Desde quando iniciei na programação desktop com Java e VB6 em 2006, e depois mais tarde com C# e VB.NET em 2007, eu crio softwares que ajudam as pessoas. Desde coisas pequenas como calculadoras financeiras, editores rápidos de texto, analisadores de arquivos e webcrawlers, até coisas mais complexas como painéis de controle de datacenters e sistemas de automação de marketing.

Certa vez, quando trabalhava na empresa RedeHost em 2008, lá pelo décimo mini-sistema desenvolvido para auxiliar o suporte da empresa, surgiu a ideia de parodiar a empresa americana SmarterTools (Ferramentas Inteligentes) criando a “marca” LuizTools (Ferramentas do Luiz). A ideia pegou e depois disso todo mundo na empresa queria ter uma “LuizTool” pra resolver algum problema específico do seu setor ou às vezes até para ajudar na faculdade. 🙂

Se está em dúvida sobre o que ler primeiro aqui no blog, dê uma olhada nesta página!

Que conhecer a história de como me tornei programador? Dá uma olhada nesse vídeo abaixo.

Trivia

  • Sou formado em eletrônica, mas nunca trabalhei na área, então não me venha pedir para arrumar sua televisão;
  • Venci um concurso municipal de poesia em 1998, quando tinha 10 anos;
  • Sou um dropout do mestrado, o coordenador me colocou na parede e me fez escolher entre uma carreira na universidade federal ou no mercado de trabalho;
  • Sou casado com minha namorada da época do técnico e temos um filho de 7 anos;
  • Tenho quase 20 certificações em gestão de projetos, liderança e coaching;
  • Já dei sessão de autógrafos na Bienal do Livro de SP (a maior da América Latina) por causa de um livro de Pokemon Go que escrevi em 2016;
  • Comecei a trabalhar aos 14 anos, cortando grama e pintando vasos e bancos de jardim, além de eventualmente cuidar da recepção de uma videolocadora;
  • Ao longo da carreira, fui programador ASP.NET, Java, Android e Node.js. Além dessas, já programei não-profissionalmente em Assembly, C, C++, Lua, Lisp, VB6 e Prolog;
  • Sou mais velho do que meus 4 irmãos;
  • Hoje sou professor de pós-graduação, mas já dei aula em cursos de extensão, técnicos e graduação;
  • Em 2012, minha startup foi eleita, pelo site Startup Ranking, como uma das 5 mais inovadoras do país e por isso foi convidado a palestrar no Congresso Nacional do Peru, em evento de inovação;
  • Já palestrei em mais de 50 instituições de ensino, em eventos como GUMA (RS), The Developers Conference (SC, SP e RS), Silicon Wasi Startup Wars (Peru), Google IO Extended (RS), Telecomptec (RS), Tech Party (RS), JS Day (BA), JS Experience (SP), Android Dev Conference (SP), entre outros;
  • Ao todo, já escrevi ou fui o tradutor de bem mais de 10 livros. Nem todos de programação (citei Pokemon Go ali em cima, lembra?), incluindo até livros de RPG!!
  • Fiz teatro para vencer a timidez, desde os 10 anos de idade, até os 17 em grupos comunitários;
  • Já viajei para muitas cidades brasileiras em diferentes estados (RS, SC, PR, SP e BA) e alguns países nas Américas (Paraguai, Uruguai, Argentina, Peru e EUA);
  • Nunca passei fome, mas na infância morei em vilas de barro vermelho, há poucos metros de um riacho e acordava de madrugada e caminhava kilômetros até a escola. Também já fui de bicicleta e a pé pra faculdade várias vezes e, quando comecei na TI, eu almoçava Fandangos para conseguir pagar as contas;
  • Consegui comprar meu primeiro computador (e eu mesmo montei) aos 19 anos, no terceiro semestre da faculdade de computação. Até então eu estudava no computador dos outros;

Orlando, EUA

Contato

Se precisar me mandar uma mensagem, use as minhas redes sociais.