Como criar e lançar um ebook

Nunca gostei de gurus do marketing digital que ganham dinheiro ensinando como ganhar dinheiro. A maioria deles fala de infoprodutos, geralmente ebooks que você pode criar e vender na internet para ganhar uma renda passiva mensal adicional ou até mesmo que substitua sua renda fixa do seu emprego. Não gosto deles porque enrolam demais, vendem mais suas imagens do que seu conhecimento e muitos são charlatões, inventam mil e uma histórias. Mas uma coisa que eu sei é que ebooks dão dinheiro de verdade.

Eu já sabia há muito tempo que era possível ganhar dinheiro com ebooks desde a minha primeira empreitada nesse sentido em 2012, quando adquiri os direitos para traduzir o livro Criando aplicações móveis com Corona que, na época, me deu quatro dígitos em royalties no primeiro ano de vendas. Mas meu envolvimento nesse projeto foi apenas de tradutor, e muito pouco de marketing e vendas, eu queria uma experiência mais completa (e royalties maiores) para ver se realmente era possível ganhar dinheiro com ebooks e no momento que escrevo este post esta experiência ainda está acontecendo, mas resolvi contá-la de qualquer jeito.

capture

Como surgiu a ideia

Neste exato momento tenho três ebooks publicados pela Amazon (sendo que um já possui versão impressa na Saraiva), e mais um de maneira independente. Todos podem ser encontrados na seção Meus Livros aqui do blog.

O primeiro, como já mencionei, foi o Criando Aplicações Móveis com Corona, lançado em 2012 com uma edição revisada em 2014 ou 2015, não lembro ao certo. A ideia dele surgiu de quando eu estava buscando material sobre o referido framework e não havia encontrado nada em Português. Descobri esse livro americano e entrei em contato com o autor para realizar a tradução.

O segundo, O Guia Completo Pokemon Go, talvez seja mais interessante e será o foco deste post. A ideia surgiu quando eu e o co-autor, Daniel Salengue, estávamos comentando no serviço sobre o fenômeno que o jogo se tornara, uma vez que havia sido lançado a menos de uma semana nos EUA e o mundo inteiro estava em polvorosa querendo jogar. Não havia muita informação em Português sobre o jogo mas graças ao nosso domínio do idioma estrangeiro, tivemos acesso ao jogo e conseguimos jogar em primeira mão, quase um mês antes dele chegar no Brasil. Fazia tempo que queríamos empreender juntos, criar algum infoproduto, e achamos que esse era um bom tema para uma experiência nessa área.

O meu terceiro e quarto ebooks, Criando apps para empresas com Android e Scrum e Métodos Ágeis: Um Guia Prático, vieram de experiências profissionais que eu tive. O ebook de Android já estava em produção fazia quase 2 anos, graças aos inúmeros materiais de cursos e disciplinas de mobile que eu havia ministrado em empresas e faculdades do RS, bastou terminá-lo e colocá-lo à venda na Amazon, conforme vou explicar mais adiante. O ebook de Métodos Ágeis está em pré-venda na Amazon, na época em que escrevo este post, e também é fruto de inúmeros treinamentos e cursos que dei em algumas empresas do RS sobre como gerenciar projetos e aumentar a produtividade das equipes usando métodos ágeis, habilidades que desenvolvi durante 6 anos no papel de líder de projetos ágeis e que minhas duas certificações da Scrum.org corroboram a qualidade. Ou seja, nestes dois casos, aproveitei material que eu já possuía e organizei em formato de ebook adicionando experiências obtidas na prática.

Tenho certeza que você possui também algum conteúdo que domine e que poderia colocar em um ebook digno de ser comprado. Qualquer coisa vale: pescaria, futebol, Counter-Strike, leitura dinâmica, etc. O Daniel Salengue cunhou uma frase que achei muito boa e que diz: “Só é conhecimento inútil se você não souber como ganhar dinheiro com ele.”.

capture

Estudo de Mercado

Mas será que alguém pagaria por um ebook sobre o assunto X?

Essa é a dúvida mais comum nesse meio e, para validar sua hipótese, basta fazer uma rápida pesquisa de mercado na Amazon, a maior player mundial na venda de ebooks.

No livro digital de Pokemon Go nós tivemos a feliz surpresa de que quando fomos fazer a pesquisa de mercado, não encontramos nada à venda em língua portuguesa. No entanto, no idioma Inglês, já haviam uns 10 ebooks diferentes. Ou seja, se fôssemos rápidos, seríamos o primeiro ebook nacional de Pokemon Go. Existe uma regra no mundo do empreendedorismo que diz que somente existe duas maneiras de obter um grande sucesso com um empreendimento: sendo o primeiro, ou sendo o melhor. Decidimos que seríamos o primeiro e depois tentaríamos nos manter entre os melhores.

Nos livros digitais de Android e de Métodos Ágeis, eu sabia que não seria o primeiro, uma vez que esses assuntos possuem em torno de uma década no mercado editorial. Sendo assim, minha pesquisa era pra ver como que os livros estavam se posicionando, ler as amostras grátis deles e descobrir o que seria o meu diferencial, para que o visitante da Amazon escolhesse o meu ebook ao invés dos concorrentes. Além disso, a pesquisa de mercado me ajudou a definir o preço que eu poderia cobrar.

Procure na Amazon por termos relacionados ao seu livro e descubra quem são seus principais concorrentes. Como é a capa do livro deles, quais são os que mais vendem. Quais os títulos? Qual o público alvo? Optei por focar em apps para empresas em meu livro de Android, pois notei que nenhum ebook se posicionava assim. No caso do livro de Agile, me posicionei como um guia sem enrolação (sem blá-blá-blá), pois a maioria é grande e cheio de encheção de linguiça. Qual o diferencial do seu ebook?

Criação do conteúdo

No caso do livro de Pokemon Go nós começamos a jogar rapidamente, logo que o jogo lançou. Tivemos de usar meios escusos uma vez que rapidamente a Niantic bloqueou o jogo no país, e inclusive nas primeiras versões do ebook ensinávamos esses métodos aos nosso leitores e isso acabou ajudando como marketing do livro. Além disso, devoramos todos os blogs americanos que davam dicas sobre o jogo, além de termos lido os 5 ebooks em Inglês mais vendidos sobre o jogo, antes de começar a construir o nosso.

Eu e o Daniel criamos um documento no Google Docs, para que pudéssemos trabalhar cada um em sua casa, no mesmo ebook, ao mesmo tempo, de maneira colaborativa. Assim, definimos juntos uma estrutura, um esqueleto para o livro, de maneira similar a como os americanos haviam feito em seus ebooks e depois fomos atrás dos materiais, traduzindo, adaptando, testando as dicas e dando o nosso toque a todos os textos, para que o resultado final tivesse a sua própria identidade e fosse algo original, e não apenas um compilado de traduções. Obviamente também escrevemos muito conteúdo original, principalmente nas seções iniciais e finais, embora que, sendo um guia de um jogo, não tivesse como ser 100% diferente dos outros guias, que estavam falando do mesmo jogo e dando as mesmas dicas, ora bolas!

Para os ebooks de Android e Agile, conforme mencionei antes, o conteúdo ou já existia em outro formato (slides de cursos que eu dava, por exemplo) ou já estavam completamente na minha cabeça e era só jogar no Word. Confesso que aproveitei muito material aqui do blog também, apenas dando uma revisada nos textos e exemplos de código para garantir que ainda se mantinham válidos. Foi só uma questão de adicionar os tópicos que ainda estavam faltando e estruturar tudo de uma maneira coerente e didática.

Pense no seu conteúdo de maneira estrutural, dividida em tópicos. Imagine que seu ebook, para ter um mínimo de valor para o leitor, deva ter no mínimo umas 90 páginas (ou 60 páginas no Word, que dará umas 90 no formato de ebook). Lembre-se que terá de incluir um mínimo de referencial teórico no ebook, para quem é leigo naquele assunto poder se “localizar”. Também lembre-se de que plágio é crime, então tome cuidado com suas referências, traduções de conteúdo, etc. No caso do livro de Pokemon, lemos e traduzimos muito material, mas escrevemos o nosso próprio com base no que aprendemos. No caso do livro de Android e Métodos Ágeis (que basicamente fala de Scrum), as licenças das marcas centrais permitem isso, me informei no site dos detentores de copyrights sobre essa questão de direitos.

capture

Publicação do Ebook

Para publicar ebooks na Amazon você precisará se cadastrar gratuitamente no programa Kindle Direct Publishing (KDP). Uma vez dentro da plataforma, você poderá criar ebooks do zero, definindo título, preço, países em que será vendido, capa, etc. Terá de fazer upload do seu arquivo original (DOC geralmente), escrever a descrição, etc. Em um post futuro pretendo escrever sobre estratégia de preços, as diferentes formas de monetização e como tornar seu ebook mais competitivo, por ora, apenas comece. A maioria das pessoas nem mesmo faz isso, se lançar seu ebook já estará na frente que 90% das pessoas. Depois que seu ebook estiver rodando e gerando dinheiro trabalharemos na otimização dos resultados.

Uma dica: se você já tem parte do seu conteúdo pronto, cadastre-o do jeito que está no formato de pré-vendas. Dependendo da demanda pelo seu assunto pode ser que você já comece a ganhar dinheiro antes mesmo de terminar de escrever. O KDP deixa que você cadastre um ebook para ser lançado em até 3 meses, no entanto, caso não entregue seu ebook pronto, versão final, até o prazo limite, você será banido do KDP por um ano. Então tome cuidado com a data da pré-venda!

Outra dica: o KDP possui um criador de capas que é bem razoável e pode ajudá-lo caso não tenha habilidade ou contatos para criar uma boa capa. No entanto, a minha indicação vai para que use o Canva, um criador de capas profissional a preços módicos de U$1 por capa criada com ele.

Após submeter seu ebook (e a cada atualização que fizer) demora de 24h a 48h pra revisarem e liberarem seu ebook pra venda. Então considere isso no seu cronograma de lançamento. E depois de lançado, demora 2 meses para a Amazon começar a lhe enviar seus pagamentos pelas vendas. Então considere isso na sua planilha de gastos, hehehe.

capture

Divulgação do Ebook

Ok, você inscreveu seu ebook no KDP e ele será divulgado na Amazon, maior livraria digital do mundo. O seu trabalho terminou, certo? Errado!

Apesar da Amazon ter todas as qualidades que você já conhece, caberá a você divulgá-lo fora das fronteiras da loja. Muita gente ainda não conhece a Amazon aqui no país, muitos acham que só dá pra ler os ebooks deles no Kindle por exemplo, quando na verdade você pode ler em qualquer smartphome, tablet ou PC, com os softwares da Amazon.

Para divulgar, o mínimo que recomendo é uma landing page e uma lista de emails. Se tiver um blog (como este), melhor ainda, pois poderá usá-lo como mais um canal de divulgação. Se tiver uma página no Facebook, também é outra ótima fonte de divulgação. Falarei de técnicas mais avançadas em posts futuros, por ora vamos nos focar na landing page e na lista de emails.

Dentre todas as ferramentas que testei para criar landing pages, sugiro a Instapage. É muito fácil de usar, permite criar formulários para captar emails dos interessados no seu livro e tem 30 dias grátis, o que geralmente é o suficiente para dar um impulso inicial nas suas vendas. Eles tem vários templates prontos e permitem que você suba uma amostra grátis do seu livro (o primeiro capítulo, por exemplo) para ser dada automaticamente para quem preencher seu formulário, por exemplo.

Caso prefira criar seu próprio site ou blog para divulgar o livro, recomendo a Umbler, que por apenas R$6/mês pode hospedar um blog WordPress ou um site HTML qualquer. Independente se criar uma landing page no Instapage ou criar um site na Umbler, precisará de um domínio de Internet, e a Umbler é minha indicação novamente. E se quiser um template pronto e bacana de landing page de ebook, recomendo a WrapBootstrap.

Uma vez que já tenha o domínio registrado que aponta para sua landing page, blog, ou página HTML, é hora de começar a coletar emails para começar sua divulgação. Por mais que consideremos um tanto chato receber emails de propaganda, é inegável que eles funcionam. Assim, sugiro criar uma conta no Mailchimp e todos os emails que coletar com sua página do ebook na Internet, coloque nele, construindo sua lista de emails. Você inclusive pode começar a fazer isso antes de ter o ebook pronto, por exemplo. Quando lançar, já terá um número de pessoas inscritas para receber essa notícia e talvez comprar o seu livro. Você terá de colar o link da sua página em tantos sites e páginas de redes sociais que puder, obviamente em matérias e postagens relacionadas ao assunto do seu ebook.

No caso do meu ebook de Pokemon Go, colava o link dele nos comentários de notícias sobre o jogo, em páginas do Facebook sobre o jogo, enviei para todos meus amigos via Whatsapp, pelo Facebook, e por aí vai. O Daniel fez o mesmo com a rede de conhecidos dele, nos revezávamos na divulgação. Já os meus livros de Android e Agile eu divulgo mais aqui no blog mesmo, onde possuo uma audiência fiel que busca conteúdos relacionados aos do livro. Construir um blog é algo bacana, mas demanda mais tempo e dá resultados mais a longo prazo.

Assim que começar a coletar emails, é interessante enviar informações por email no mínimo semanalmente a todos da sua base. Conte novidades sobre o assunto do seu livro. Indique outros materiais interessantes na Internet. Solicite que baixe a amostra grátis caso ainda não tenha baixado. Peça que avise os amigos, que publique nas redes sociais. Isso é o que chamamos no marketing digital de lead nurturing. Você “nutre” seu lead (pessoa interessada no seu produto para quem você pode vender) até que ele esteja pronto ou convencido de comprar seu produto.

capture

Próximos Passos

Conforme mencionei antes, existem técnicas mais avançadas para criar e promover seu ebook, mas com o conteúdo acima você já pode começar suas próprias experiências e claro, ganhar dinheiro com o mercado de livros digitais. Quando comecei essa experiência, em julho de 2016, não sabia a proporção que isso tomaria. Meu primeiro ebook acabou se tornando bestseller na Amazon, o que chamou a atenção de grandes editoras que lançaram meu livro na Bienal Internacional do Livro em SP, o maior evento do segmento na América Latina, com direito a fila para autógrafos e tudo mais. Quer saber mais? Confira este post.

O que achou desse artigo?
[Total: 5 Média: 4.8]

Publicado por

Luiz Duarte

Pós-graduado em computação, professor, empreendedor, autor, Agile Coach e programador nas horas vagas.