2 anos de Busca Acelerada

equipe-ba

Hoje faz 2 anos que o site do Busca Acelerada está no ar ininterruptamente. Este que foi um dos meus maiores projetos pessoais, contrariando todas as estatísticas do mercado, permanece de pé como uma das melhores opções para se encontrar as melhores ofertas de veículos e autopeças da Internet brasileira.

Na verdade a história do Busca Acelerada é mais longa que apenas estes últimos 2 anos.

Em 2010, mesmo ano de lançamento do LuizTools, o Busca Acelerada saiu do papel em outubro para se tornar uma tímida tentativa de mapear todos os classificados de carros da Internet.

Na época eu e o Adriano, os fundadores iniciais, tínhamos mapeado os 5 maiores sites do RS e mais uns 4 do restante do país e, em tempo real, lhe trazíamos as ofertas deles em uma única interface de resultados.

Devido à diversos problemas técnicos, conflitos com nosso provedor de hospedagem na época e o peso do meu TCC da graduação sobre meus ombros, acabamos decidindo abortar a missão 2 meses após seu lançamento, eu, o Adriano e o Lucas, que acabara de entrar no time para ajudar com o desenvolvimento.

Dois anos depois, em 2012, as constantes indagações de nossos amigos sobre o motivo do projeto não estar no ar, sendo ele tão útil, me fizeram voltar a pensar à respeito.

Eu já estava formado fazia algum tempo e no momento estava iniciando minha segunda pós-graduação (não que eu tivesse terminado a primeira, mas essa é outra história…), estava muito estável no serviço e minha taxa de crescimento financeiro/pessoal também estava muito estável. Até demais.

O principal empecilho técnico, que era a busca real-time nos sites de classificados, poderia ser solucionada usando diversas técnicas que acabei aprendendo ao longo dos anos para construção de robôs de busca mais eficientes, mas desta vez queríamos fazer da maneira correta, afinal na primeira vez não ganhamos nenhum centavo e muita dor de cabeça.

Como que podemos construir nossa startup do zero novamente com o mínimo de tempo e esforço?

Então conhecemos o pessoal da Semente Negócios, fizemos um incrível curso de Lean Startup e Métodos Ágeis, sendo que estes últimos eu já conhecia de ponta-cabeça, e aprendemos alguns conceitos muito importantes como Lean Canvas e Lean Startup.

Com esses artefatos em mãos, em 15 dias o Busca Acelerada estava no ar novamente apenas em minha cidade, Gravataí/RS. Foi o suficiente para vermos que a ideia tinha tanto potencial quanto antes, ou até mais, de dar certo. Entretanto, haviam se passado dois anos e já não eramos mais a única startup brasileira a fazer isso…

Concorrentes de peso apareceram. Não só apareceram como levantaram capital muito rápido, na casa dos milhões. A competição se tornou desleal e a nossa ferramenta crescia timidamente a taxas de 40% ao mês durante o primeiro ano, enquanto que os concorrentes estavam (e ainda estão) muito distantes de nós. Acabei pedindo demissão do meu emprego para me dedicar full-time à startup e em pouco tempo já estava conversando com clientes, com investidores e expandindo para o Brasil inteiro.

Em menos de um ano acabou o dinheiro que havia guardado inicialmente para minha viagem de estudos à Europa e que havia sido transformado no capital de giro da empresa.

Falando em capital de giro, nunca aprendi tantas coisas diferentes sobre administração, contabilidade e marketing do que nos últimos dois anos administrando o Busca Acelerada. Sem caixa, a busca por investimento ficou mais agressiva, mesmo porque nosso faturamento era baixo e queria o quanto antes trazer meus sócios para a empresa, que nessa época eram 3, com a entrada do Tiago Fonseca, que também aparece na foto do post.

Depois de avaliar algumas propostas, todas de investimento anjo, acabamos optando por fechar com um fundo porto alegrense chamado Investac, mantenededor da estreante no mercado, WOW Aceleradora, que eu já comentei em outro post e no vídeo abaixo.

Com o investimento, conseguimos montar nossa equipe full-time, embora tenhamos perdido o Tiago que decidiu trilhar outro caminho, e passamos a profissionalizar muitos processos, a gestão da empresa e evoluímos muito o produto.

Com linhas de atuação bem definidas, passamos a prospectar clientes timidamente uma vez que nosso forte nunca foi vendas, e lançamos a esta altura a terceira versão do site que nos ajudou a disparar na pesquisa orgânica do Google, alcançando quase 400 mil visitantes mensais. Lançamos uma versão mobile do nosso site que em breve deve entrar na sua segunda versão. Lançamos um protótipo de Central de Peças que em breve também deve entrar na sua segunda versão. Lançamos nosso blog, que hoje cresce timidamente com o apoio de conteúdo da nossa produtora parceira, Opideia. E muitas, mas muitas melhorias no que sempre foi o nosso core: a pesquisa de veículos.

O que inicialmente era apenas uma caixa de texto para buscar carros hoje é uma engenhosa engine de busca com 5 verticais (carros, motos, caminhões, náutica e autopeças), milhares de usuários registrados, cadastro e envio automático de alertas, geolocalização, filtros e busca avançada e sempre com foco na qualidade dos resultados. Ganhamos alguns prêmios, fomos finalistas em vários concursos e inclusive viajamos pela empresa algumas vezes, até para o exterior!

Essa história já tem 2 anos e tem muitas coisas bacanas que planejamos para os próximos meses. Talvez as melhores destes últimos 2 anos e esperamos que todos gostem.

Obrigado pela sua visita e volte sempre.

 

Publicado por

Luiz Duarte

Pós-graduado em computação, professor, empreendedor, autor, Agile Coach e programador nas horas vagas.