Capacitação em ASP.NET e SQL Server na FAQI

Boa noite à meia-dúzia de leitores do blog (sim, acabei de conferir no Analytics e são só 6 mesmo). Já há algum tempo que ando migrando meus esforços e dedicação para a área de docência, seja como coach interno na empresa, mentor de alguns colegas mais inexperientes (não necessariamente mais jovens) e como uma espécie de “porta-voz” da empresa com relação às instituições de ensino na região metropolitana. Minha própria formação está sendo direcionada aos poucos para a docência, com interesse em programas de Mestrado e por aí vai, mas não é disso que venho falar hoje. Venho falar de capacitação em ASP.NET com SQL Server.

Sei que já tratei do assunto em outro post, mas como fazia tempo que queria fazer um jabá dos meus treinamentos neste espaço, o faço agora. Já ha algum tempo deixei de ser um mero desenvolvedor e passei a me dedicar mais em ajudar no crescimento técnico e profissional de meus colegas. Isso me levou à idéia de montar uma capacitação que ajudasse estudantes de nível técnico e superior a se tornarem desenvolvedores. Ok, não formei nenhum Mark Zuckerberg, mas já saíram de meus cursos algumas boas contratações para a empresa, cujos nomes não citarei para evitar represálias, hehehehehe. O projeto surgiu com a idéia de realizar parcerias entre instituições de ensino gravataienses e a RedeHost. Criei um cronograma, organizei o conteúdo a ser lecionado, vesti minha melhor camisa e saí a buscar contatos entre os coordenadores das instituições, isso em Outubro do ano passado (2010).

Case FAQI – Outubro de 2010

Ok, a FAQI (a faculdade da rede de escolas QI em Gravataí, para quem não conhece) não foi o primeiro local onde lecionei. Dentro da própria RedeHost eu iniciei as atividades da capacitação, com colegas que tinham interesse de a) trocar de setor ou b) conhecer ASP.NET. O mesmo conteúdo que seria ministrado semanas mais tarde na FAQI pôde ser testado com meus colegas e ajustado, para que fosse o mais interessante e didático possível. Então, quando dei o start na parceria com a FAQI eu já estava com um conteúdo mais amadurecido.

Para quem não conhece o projeto (motivo central do post), ele inicia com uma visita à instituição, onde conheço o coordenador do curso para o qual quero apresentar a capacitação, neste caso a prof. Aline Riva, que coordena o curso Tecnólogo em Desenvolvimento de Sistemas. Acertada a parceria, onde a instituição fornece a infraestrutura e os alunos, e a RedeHost fornece…eu, marcamos um dia para irmos apresentar a empresa e o projeto aos alunos, para ver se há interesse (como se alguém não quisesse um curso de graça de programação, hsuahusuhas). Este primeiro contato funciona como um “termômetro” da instituição, conseguimos medir várias coisas: a quantidade de alunos, a organização da instituição e por aí vai. Obviamente a FAQI estava de parabéns e fomos muito bem recebidos. Sim, eu não estava sozinho. Geralmente consigo levar nosso CEO, Flávio Eduardo para me acompanhar, afinal, quem melhor para falar de RedeHost do que o diretor-presdidente-dono-manda-chuva da empresa?

Após esse contato inicial com os alunos, a próxima etapa (e que ainda se mantém como crucial neste projeto) é a prova de seleção. Poucos alunos tem a oportunidade ímpar de poder participar desse curso (que moral hein!), selecionados através de uma prova de raciocínio lógico. Para quem ainda está iniciando com computação e ainda não se tocou que lógica é tudo nesse ramo, ainda dá tempo de correr! Os selecionados pode finalmente participar do treinamento que dura pouco mais de um mês, com uma aula por semana de 3h. A cada aula, um novo conteúdo é apresentado ainda mais instigante que o anterior, e entre uma aula e outra os alunos são desafiados a desenvolverem aplicações utilizando os conhecimentos vistos na aula. Tudo muito prático e em um ritmo muito intenso, afinal, eu queria ver até onde os alunos podiam chegar e se eram capazes de se tornarem bons desenvolvedores, o que é tarefa para poucos.

Turma FAQI

Resultado

E não é que deu certo? Tive ótimos alunos (se é que posso me considerar um professor) na FAQI e mesmo os que não se tornaram meus colegas de serviço (cada um com seus motivos) se tornaram bons amigos. Criamos um laço interessante com a instituição e provavelmente repetiremos a dose o futuro. Ao que parece, há interesse da unidade de Porto Alegre em levar o curso para lá, e eu com certeza não recusarei se essa oportunidade aparecer. Acima coloquei uma foto dos sobreviventes, a galera que permaneceu realizando o curso do início ao fim e que espero que se tornem bons programadores (clique para ampliar). Não fosse o bastante ainda consegui alguns colaboradores para o time do Atendimento Ninja da RedeHost, que não se tornaram programadores mas colaboradores do Suporte.

Conclusão

Este post não é apenas para lembrar de como foi a capacitação em ASP.NET na FAQI, mas para criar uma linearidade nos posts dos meus treinamentos, para que em breve eu possa contar aos meus 6 leitores (talvez 7 agora, demorei pra escrever isso) a quantas anda o projeto e até mesmo para divulgá-lo. A RedeHost, e principalmente eu, estamos sempre interessados em novas parcerias com instituições de ensino técnico e superior em informática, se você é diretor/coordenador de uma instituição, entre em contato (pode ser pelo blog mesmo) que nós marcamos uma visita à sua instituição (na verdade eu marco, hehehehe). Mantendo a ordem, o próximo post vai ser sobre o treinamento feito na Facensa, em janeiro deste ano.