Eventos de abril de 2017

E abril terminou. Na data que escrevo este post maio começa de maneira bem tumultuada no âmbito político e econômico no país, ainda sem um horizonte claro de melhora, mas não é disso que se trata esse blog, então não vou entrar em detalhes. Para mim, alheio à essas questões que pouca ou nenhuma influência eu possuo, abril foi um mês muito cheio de trabalho e maio promete ainda mais.

Flisol 2017 Feevale

O primeiro grande evento do mês que participei foi o Festival Latino-americano de Instalação de Software Livre, o Flisol, que aconteceu em diversos locais ao redor da América Latina, incluindo Novo Hamburgo/RS, onde estive representando a Umbler na Feevale no dia 08/04. Não é a primeira vez que visito essa incrível instituição e ela continua muito bem organizada e com iniciativas interessantíssimas como essa de sediar o Flisol.

O evento contava com diferentes trilhas simultâneas e eu tive a oportunidade de ministrar três atividades: um workshop de Node.js + MongoDB, com o mesmo conteúdo deste tutorial aqui; um workshop de criação e publicação de apps Android, com o mesmo app de exemplo deste post aqui e com o conteúdo de publicação deste ebook; e por fim, uma palestra sobre criação de mecanismos de busca usando Node.js + MongoDB contando minhas experiências pessoais (mesmo conteúdo deste post aqui). Todos usando software livre, temática central do evento.

Apesar do público não ter sido muito grande, aproximadamente 20 pessoas na atividade mais lotada, o networking foi excelente. Os slides você confere no final deste post e os fontes nos respectivos posts que mencionei anteriormente.

TechParty 2017 Faccat

Já no dia 24/04 eu estive palestrando no TechParty 2017 da Faccat, em Taquara/RS, no dia de abertura com auditório quase lotado, com mais de 100 pessoas. Foi a segunda palestra da noite, tendo sido precedido por uma palestra muito boa sobre startups. O conteúdo da minha foi Persistência Poliglota, com o subtítulo Indo além do SQL.

A ideia aqui, que vai render um excelente post em breve mas que os slides você confere no final deste, era falar sobre cenários de uso de bases não-relacionais (NoSQL) para resolver problemas específicos de sistemas, em detrimento do pensamento comum (e errôneo) de que elas são substitutas perfeitas para as bases relacionais tradicionais. Foi super gratificante receber os comentários após a palestra e o próprio coordenador do cursos de Sistemas de Informação, Marcelo Azambuja, de que a palestra agregou muito pra ele uma vez que não conhecia muitas das bases NoSQL citadas após os modelos mais “comuns” de armazenamento em documentos e colunar. Ajudei um coordenador, ganhei a noite!

O vídeo da noite inteira de evento você confere abaixo, sendo que a minha palestra está em 1h13 do vídeo:

Não foi a minha primeira vez na instituição, que eu já havia havia visitado em meados de 2011 quando trabalhava na RedeHost e havíamos feito uma parceria com a Microsoft que me fez visitar diversas faculdades em uma semana bem tumultuada de palestras sobre WebMatrix (isso ainda existe?). Desta vez estava à serviço da Umbler, que estava patrocinando o evento para fomentar tecnologia e inovação para a galera acadêmica.

O evento terminou com um delicioso fast-food servido por um food truck da região e embora a viagem de ida e volta tenha sido longa (minha esposa até brincou com a minha cara de cansado nas fotos), foi uma experiência muito legal.

Tchê Linux Lajeado 2017 Univates

E pra encerrar o mês com chave de ouro participei de mais um Tchê Linux, evento itinerante tradicional de software livre aqui do estado, desta vez em Lajeado/RS, na Univates. (Pausa dramática). Cara, que faculdade f*** pra c******!!!

Eu não conhecia a Univates e sequer conhecia Lajeado. Já havia passado algumas vezes pelas rodovias próximas mas nunca havia entrado na cidade e apenas tinha ouvido falar da universidade, que imaginei que seria tão grande quanto as Ulbras que existem no interior do estado como Cachoeira do Sul, que visitei uma vez em 2011, e que é bonita, mas não impressionante. Ledo engano.

A Univates é gigantesca e possui um estilo semelhante ao da Unisinos, com muita área verde, linhas de ônibus que passam por dentro do campus, etc. No entanto, a Univates parece estar algumas décadas à frente da instituição em que fiz minha pós, parecendo realmente uma instituição de primeiro mundo como se vê nos filmes. Era um sábado ensolarado o dia que estive lá, 30/04, e a população vizinha passeava com cachorros, tomava chimarrão e jogava conversa fora fazendo piqueniques nos gramados do campus como muito acontece em Stanford, por exemplo. Um estádio olímpico digno de equipes atléticas de primeira linha faziam uma bela paisagem junto a um centro cultural extremamente sofisticado e gigantesco. Realmente fiquei espantado de existir algo tão grandioso em termos de instituição de ensino aqui no estado e eu jamais ter visitado (quem me conhece há anos sabe o quanto eu sou engajado com o ensino superior aqui no RS).

Mas voltando ao que interessa, o evento foi muito bom. O público de 60 pessoas teve acesso a um dia cheio de boas palestras sobre software livre, incluindo WordPress, Linux embarcado, ferramentas livres para filmmakers e as minhas duas palestras: uma introdução a Node.js com MongoDB (com o conteúdo deste tutorial) e um overview do desenvolvimento de um app simples (este aqui) e sua publicação na Google Play (conforme explicado neste ebook).

Não apenas a visita e o evento foram excelentes, mas também fiz um networking foi muito bom, tendo sido convidado para participar de um projeto educacional da universidade, de ter sido convidado para palestrar em um evento em outra instituição e até mesmo fui abordado para ser contratado por uma empresa (?!). Esse último convite tive que gentilmente recusar, afinal, trabalho é o que mais tenho no momento.

Abril foi excelente e maio espero que seja melhor ainda, com participações em grandes eventos como TDC e palestras para grandes universidades como Uniritter.

Até a próxima!

Os slides abaixo são a versão antiga da minha palestra de Android básico, mas o conteúdo ainda é o mesmo:

Publicado por

Luiz Duarte

Pós-graduado em computação, professor, empreendedor, autor, Agile Coach e programador nas horas vagas.