O sucesso instantâneo de Pokemon Go levou 20 anos para acontecer

john-hanke-pokemon-go
Pokemon Go é um fenômeno. Não vou “chover no molhado” aqui citando os números estrondosos do game que, na data em que escrevo este post, está para aterrisar em terras brasileiras. Basta dizer que seus números bateram Twitter, Tinder, Facebook e Whatsapp, os maiores gigantes da Internet mundial. Muitos dizem que foi sorte, ou que foi apenas pela marca Pokemon, ou mais comumente: que foi um sucesso do dia para a noite. Todos estão errados.

Sam Walton, fundador do Wal-mart (a maior rede de supermercados do mundo, responsável pelo BIG/Nacional aqui no RS), cita uma frase que diz mais ou menos assim: “O Wal-mart foi um sucesso instantâneo. Aconteceu instantaneamente depois de 30 anos de muito trabalho.”. O mesmo aconteceu com Pokemon Go, que levou 20 anos da vida de John Hanke, principal responsável pelo jogo, para acontecer. E é disso que se trata este post.

Para quem quiser saber mais sobre o jogo, recomendo a leitura do meu livro. Quem quiser saber como se cria um app de realidade aumentada (como Pokemon Go), veja este post.

Em 1996, enquanto ainda era um estudante de graduação, John co-criou o primeiro MMO da história chamado ‘Meridian 59’. Ele vendeu o jogo para a 3DO para se focar em uma paixão ainda maior: mapear o mundo.

Em 2000, John lançou o software ‘Keyhole’, uma maneira de ligar mapas com fotografias aéreas, criando o primeiro mapa aéreo 3D ligado com GPS do mundo. Em 2004, Google comprou o Keyhole e com a ajuda de John, transformou o software no que é hoje conhecido como ‘Google Earth’. Foi aí que John decidiu que queria criar jogos baseados em GPS.

John liderou o time Google Geo de 2004 até 2010, criando projetos como o Google Maps e o Google Street View, que provavelmente você deve conhecer e usar. Durante este tempo, ele montou o time que mais tarde criaria Pokémon Go.

niantic-pokemon-go

Em 2010, John criou a startup Niantic Labs, com dinheiro recebido do Google, para criar jogos usando mapas. Porque Niantic? John explica:

“Niantic é o nome de um navio baleeiro que chegou aos EUA durante a corrida do ouro e devido à diversas circunstâncias ficou encalhado na costa. Isto aconteceu com diversos outros navios também. Através dos anos, San Francisco foi basicamente construída sobre estes navios. Você pode estar sobre um agora mesmo, e nem saber disso. Essa ideia de que existem coisas sobre o mundo que são muito legais e que apesar de estarem na Internet, é difícil saber que você está exatamente naquele lugar.”

Em 2012, John então criou o primeiro MMO baseado em geolocalização pela Niantic, chamado “Ingress”. Joh fala sobre o jogo:

“No caso do Ingress, a atividade é sobreposta ao mundo real no seu telefone. A inspiração veio de um sonho acordado que eu tinha enquanto ia e voltava do Google todos os dias. Em sempre pensava que era possível criar um jogo incrível apenas usando todos os dados geográficos que possuíamos. Eu via os telefones se tornando mais e mais poderosos e imaginava que seria possível criar um jogo de aventura baseado no mundo real.”

Curso React Native

Em 2014, Google e Pokémon Company se juntaram para uma piada de primeiro de abril que permitia aos visuaizadores encontrar pokemons no Google Maps. Se tornou viral e fez John pensar que a ideia poderia se tornar um jogo real. John decidiu construir Pokémon Go sobre os pontos de encontro gerados pelos jogadores do Ingress, e os mais populares se tornaram os Pokéstops e ginásios em Pokemon Go. Como o próprio John disse:

“Os PokeStops são submetidos pelos usuários, então obviamente são baseados em locais que as pessoas vão. Nós tínhamos essencialmente dois anos e meio de pessoas indo a todos os lugares onde eles pensavam que seria possível jogar Ingress, incluindo alguns lugares bem remotos. Existe portais na Antártida e no Pólo Norte, e muitos outros entre eles.”

John levantou U$25 milhões de investimento com Google, Nintendo, Pokémon Company e outros investidores entre dezembro de 2015 e fevereiro de 2016 para montar um time de 40 pessoas para lançar Pokemon Go este ano. John e seu time conseguiram lançar Pokemon Go em 6 de julho nos EUA, Austrália e Nova Zelândia. Desde seu lançamento, as ações da Nintendo na bolsa de Tóquio subiram mais de U$7.5 bilhões e o app já está gerando mais de U$2 milhões de receita diariamente em compras dentro do app, tornando-o um sucesso instantâneo.

Um sucesso instantâneo que foi construído durante 20 anos por John Hanke, graças à sua visão de um jogo sobre o próprio mundo, que ele nem sabia como seria. Um passo de cada vez, ele focou-se em criar experiências baseadas em mapas cada vez mais relevantes e isso é uma lição bem interessante a cada um de nós.

Se você curte Pokemon Go, dá uma olhada neste livro que escrevi sobre o assunto. Se quer ter uma ideia de como é desenvolver um jogo de realidade aumentada como Pokemon Go e Ingress, dá uma olhada neste outro post.

Publicado por

Luiz Duarte

Pós-graduado em computação, professor, empreendedor, autor, Agile Coach e programador nas horas vagas.