Como aplicar Scrum na sua empresa

Group of business associates looking and pointing at a chart put up on the wall

Se você está lendo esse post é porque provavelmente está insatisfeito com o processo de desenvolvimento de software da sua empresa. Errei? Talvez sim, nesse caso aposto que você nem mesmo tem um processo formal de desenvolvimento de software na sua empresa. Não se preocupe, a maioria das micro e pequenas que lidam com desenvolvimento de software não possuem processos. Mas você quer mudar, então isso é bom!

Neste post vou falar de como apliquei e como você pode aplicar métodos ágeis, em especial o Scrum, na sua(s) equipe(s) de desenvolvimento de software em sua empresa. Vou falar da preparação necessária que você terá de fazer e de como deverá disseminar o conhecimento na sua equipe. Assim como o próprio framework Scrum, este post é empírico, baseia-se em experiências prévias e funciona, eu garanto! 😉

Depois de ler o post, se quiser conhecer mais o meu trabalho, dê uma olhada no livro que escrevi sobre agilidade.

Preparação

O primeiro passo é se preparar. Uma vez que você está interessado em aplicar métodos ágeis na sua empresa, é importante que você fique à par sobre o assunto, que leia as leituras recomendadas, que troque ideias com quem já aplicou tais metodologias antes, etc. Você tem de estar preparado.

O segundo passo é ler o Scrum Guide, disponível gratuitamente neste link, são apenas 19 páginas e a leitura não chega a ser maçante. Ele é pequeno e simples, porém complicado de aplicar na prática, dependendo dos vícios de gerência (ou não gerência) de projetos e processos na sua empresa. Ler o post que eu fiz sobre o treinamento de Scrum que apliquei recentemente pode te ajudar a entender o básico da metodologia.

Se você não é o principal tomador de decisões acerca de implantar uma mudança nos processos de desenvolvimento da empresa, provavelmente precisará de ajuda. Converse com seu gerente à respeito, mostre o que já aprendeu, o que já entendeu e fale de como poderia ser aplicado na empresa. Essa atitude de liderança provavelmente deverá colocá-lo no papel de Scrum Master da empresa, o responsável por garantir que os processos sejam seguidos e que o time consiga trabalhar sem impedimentos.

Se for uma mudança muito brusca, faça-a aos poucos, implementando inicialmente alguns artefatos e algumas reuniões antes de querer radicalizar e seguir o método à risca.

Quando o gerente de projetos do meu time (em 2010) decidiu que utilizaríamos Scrum no desenvolvimento do nosso maior projeto a primeira coisa que fizemos foi eu e ele participarmos de um treinamento em São Paulo, com o Giovanni Bassi na GlobalCode, até então o único instrutor certificado pela Scrum.org para aplicar treinamentos na América Latina. Foi incrível, além do excelente conteúdo e professor, tivemos muitas experiências trocadas entre as equipes que lá estavam, todos profissionais dedicados e de altíssimo nível.

Mas não parei por aí, quando voltamos parti estudar mais sobre o assunto e me preparar para tirar certificações na área, quando tirei duas em sequência: Professional Scrum Master I, para liderar times Scrum, e Professional Scrum Developer, para atuar como desenvolvedor em times Scrum. Tenho maior orgulho dessas duas certificações até hoje e são os dois pilares que uso como Gerente de Projetos em minha atual função na empresa em que estou.  Usei elas como argumento para encorajar a todos da equipe quando enfim passamos a implementar o que aprendemos na empresa, pouco tempo depois do curso e foi um sucesso. as certificações me deram a confiança de que precisava para assumir o “risco” de aplicar todo um novo processo em nosso time, que na época era bem deficiente nesse quesito.

Não tem segredo para implantar uma metodologia de desenvolvimento nova na sua equipe: tem de estudar bastante e estar preparado para fazer isso.

Mas e depois que você estiver preparado, o que fazer para preparar o time para esta mudança?

Disseminação

Não adianta apenas um membro do time, no caso você, o Scrum Master, estar comprometido em seguir a metodologia nova que foi proposta. Não adianta nada somente você conhecer como funciona o processo. O time todo tem que estar “dentro” e, para isso acontecer, provavelmente você terá de treiná-los.

Existem alguns bons motivos para que você, o futuro Scrum Master do time, assuma a bronca de treinar sua equipe em métodos ágeis ao invés de pagar um curso para eles. A primeira razão tem a ver com o seu próprio posicionamento de líder: no momento que você se coloca como professor existe uma percepção diferente dos demais em relação ao seu nível de conhecimento, profissionalismo e capacidade de liderar. Claro, que para isso não sair pela culatra você tem de estar preparado, conforme mencionei no tópico anterior. Não pode vacilar! A segunda razão é que é caro pagar um curso pra todo mundo, hehehehe

O primeiro passo é imprimir algumas cópias do Scrum Guide e distribuir a potenciais multiplicadores desse conhecimento. Comente da importância de darem uma lida (são só 19 páginas caramba!), de como isso trará benefícios para toda empresa, etc. Fale também que em breve terão um treinamento (que explicarei mais adiante) e que é importante que eles tenham um mínimo de conhecimento sobre o assunto, até mesmo para trazerem dúvidas para serem respondidas e debatidas no treinamento.

A propaganda é a alma do negócio, e aqui não é diferente. Você terá de persuadir a sua equipe de que é importante o engajamento e comprometimento de todos para que o processo dê certo. Caso contrário será você dando “murro em ponta de faca” sozinho e a implantação fracassará. Mesmo que você tenha poderes plenos para decidir isso sozinho, jamais implante um novo processo ou tecnologia na empresa de maneira ditatorial, nunca dá certo, você pode perder alguns funcionários importantes no processo (nenhum profissional competente com um pingo de amor próprio gosta disso) e provavelmente perderá tempo e dinheiro até descobrir que precisa da colaboração de todos para que funcione.

Neste outro post eu ensino uma dinâmica de como montar um treinamento de Scrum para os colaboradores da sua empresa. Espero que ajude.

* OBS: curtiu o post? Então dá uma olhada no meu livro de Scrum e Métodos Ágeis clicando no banner abaixo pra aprender muito mais!

O que achou desse artigo?
[Total: 1 Média: 5]

Publicado por

Luiz Duarte

Pós-graduado em computação, professor, empreendedor, autor, Agile Coach e programador nas horas vagas.