A Via Expressa dos Milionários – Resenha

The Millionaire Fastlane

Eu não recordo agora como adquiri este livro, mas chuto que foi em alguma promoção da Amazon. Eu já o conhecia há anos, por causa do trabalho de divulgação do brasileiro Marcus Lucas, que eu já citei em outro post por aqui. O Marcus é um nômade digital que vive atualmente em Koh Samui, na Tailândia, trabalhando pela internet através de um notebook. Eu nunca entendi muito no detalhe o que o Marcus faz, mas sei que ele tem um curso para empreendedores digitais e que é um embaixador brasileiro do Millionaire Fastlane (Via Expressa dos Milionários), ou seja, alguém que “evangeliza” empreendedores nos conceitos do livro em parceria com o autor, MJ De Marco.

Enfim, eu li a versão digital em Inglês do mesmo, pois não achei em Português para comprar, mas sei que existe traduzida pelo próprio Marcus Lucas, então de repente podem pedir diretamente pra ele. A ideia desta resenha é dar uma ideia ao leitor do que se trata o livro e se faz sentido para você, pois não era nada do que eu esperava, embora isso não seja exatamente ruim.

O autor

MJ De Marco diz ser um milionário jovem que fez fortuna através de um mindset que ele chama de a Via Expressa dos Milionários, que é a ideia que ele vende ao longo do livro, que eu vou explicar melhor na sequência. Ele começa o livro dizendo que não é um método de ganhar dinheiro, mas um mindset de como você deve aplicar seu tempo, dinheiro, esforços, etc e o que você deve evitar para de fato se tornar um milionário rapidamente. Assim, ele diz com todas palavras que não é um método no estilo do Tim Ferriss (4-Hour Workweek), está mais para um Napoleon Hill (mas essa é minha opinião).

Ele conta que desde pequeno não entendia muito bem o formato de trabalho convencional que te tomava a vida inteira para ter algum dinheiro quando estivesse velho e quase morrendo, em uma época em que não conseguiria aproveitar muito. Ele não aceitava mas ao mesmo tempo o status quo não lhe dava muita opção, considerando que apenas atletas e artistas obtinham fortuna jovens. Até que um dia ele se deparou com uma Lamborghini, o que ele chama de A Profecia da Lamborghini.

Ele estava em um posto de gasolina comprando sorvete (ou algo assim, não lembro) e uma Lamborghini parou para abastecer. Na hora ele pensou que deveria ser algum velho rico que estaria dirigindo, mas se surpreendeu quando um jovem saiu dela, de roupas casuais. Em um esforço de sair do choque daquela cena MJ conversa com o sujeito tentando entender de onde vem a sua riqueza precoce, imaginando que poderia ser uma herança, mas o jovem responde que é um inventor.

Isso muda a vida de MJ que passa a buscar maneiras de fazer fortuna “inventando” coisas e que mais tarde ele descobre que tem a ver com empreender e investir os ganhos do empreendimento.

MJ com sua Lamborghini
MJ com sua Lamborghini

A Via Expressa

O livro é bem mais denso do que vou colocar aqui, mas todo o mindset se baseia em um a metáfora de três partes: a Via Lenta, a Calçada e a Via Expressa; resumindo três estratégias de viver a vida do ponto de vista de acúmulo de riqueza.

A Via Lenta seria o jeito tradicional de ficar rico: trabalhe duro por décadas e invita seu dinheiro para que, ao se aposentar, tenha dinheiro para curtir sua aposentadoria. Uma vida de décadas com saúde mas sem tempo e dinheiro, para viver alguns anos sem saúde e com tempo, além de algum dinheiro. Ele critica aqui inclusive investimentos tradicionais com rendimentos percentuais baixos ao ano ou até mesmo investimentos imobiliários às custas de longos financiamentos.

A Calçada consegue ser pior ainda, pois retrata as pessoas que andam a pé, o que não vai levá-las longe, mesmo que podem estar aproveitando o caminho. Ou seja, quem zera sua conta todo final de mês, quem trabalha de dia pra comer de noite, quem vive um dia de cada vez, ou como queira chamar. Enquanto que a Via Lenta vai te levar a um futuro razoavelmente próspero, mas demora, a Calçada não vai te levar muito longe.

E por fim, a Via Expressa, que ele foca ao longo do livro através de um mindset empreendedor e investidor, fugindo da corrida dos ratos do Robert Kiyosaki, nos mostra que você tem de investir seu tempo em empreendimentos que lhe permitam ganhos passivos, ganhos exponenciais e que você não troque seu tempo por dinheiro momentâneo, mas por receita recorrente. Essa é parte da estratégia. A outra parte é justamente a questão dos investimentos, que devem ser em grandes volumes e em coisas certeiras.

O Mindset

E por fim, sem estragar a sua diversão com o livro, o que mais importa em todos os capítulos é o mindset que o MJ tenta formar no leitor. Além de contar todas as suas histórias pessoais, de como começou a trabalhar, como teve os insights dos primeiros empreendimentos (no auge da bolha-ponto-com), a sua guinada de vida quando saiu de casa e muito mais, ele passa lições interessantes de como o mundo é dividido entre produtores e consumidores e que sempre estamos em algum lado da equação. No entanto, quanto mais conseguirmos nos posicionar do lado dos produtores (que são a minoria) mais riqueza atraíremos para nós.

Embora seus pensamentos sejam um tanto radicais em alguns pontos, eles fazem muito sentido e te tiram da zona de conforto de algumas crenças tradicionais que herdamos de nossos pais e até mesmo do status quo da sociedade moderna. Eu particularmente sempre fui adepto do lema “work smarter, not harder” mas sei que ele não é muito bem visto na sociedade por causa do famoso “jeitinho brasileiro” que as pessoas costumam associar com este tipo de posicionamento, sem entender seu real significado.

Não sou muito adepto deste tipo de leitura, mas confesso que não achei de todo ruim, até porque em caso contrário eu não estaria divulgando aqui.

E você, tem alguma outra recomendação de livro sobre geração de riqueza? Também leu A Via Expressa? Deixe seu comentário abaixo.

Abaixo tem a amostra grátis do livro, cortesia da Amazon.

O que achou desse artigo?
[Total: 1 Média: 5]